• Renata Tuccimei

A construção da voz da marca

Além de facilitar a a comunicação verbal, a voz da marca transforma o visual. Aprenda agora a fazer.


Oioi você que tá em busca de fortalecer a imagem da sua marca, seja ela profissional, seja do seu negócio, já deve ter visto por aí muitos artigos correlatos que dão muitas explicações sobre voz da marca, mas pode se sentir inseguro de criá-la, pois não viu clareza na condução das ferramentas ou dicas.

Aqui eu vou te adiantar um fato: antes de criar uma voz, você precisa estar inserido num processo de branding, e deve ter passado por outras fases importantes da gestão de marca, como pesquisa de nicho e mercado, público-alvo, posicionamento e proposta de valor.





Por que saber sobre o mercado?

Entender qual o seu papel no seu mercado, nicho, como sua concorrência trabalha e se posiciona, quem é o player primário e quem sãos os player que o seguem, buscar observar como estes comunicam e dão valor aos seus produtos e serviços é de extrema importância para qualificar e diferenciar sua marca. Você precisa estar inserido no contexto do teu mercado e entregar o que é pedido por ele, mas isso não é o bastante.


O público é rei!

Definir um público-alvo é essencial e todo mundo sabe disso... será? Ainda há empresas que relutam a segmentar seu público por medo de perder negócios, mas é aí que está a grande vantagem: quando você foca num público específico que tem maior interesse no que você tem a entregar, a probabilidade de gastar menos recursos de tempo, produção e dinheiro é infinitamente maior, assim como os resultados assertivos.

Posicionamento que faz a diferença

Depois que você entende seu mercado, pode planejar como penetrá-lo definindo seu posicionamento, e essa parte é mais aprofundada. No processo de branding o posicionamento é uma química forte entre o que você é, o que você deseja ser e como você é percebido.


Proposta de valor na ponta da língua

Você consegue vender sua marca em 30 segundos?

É importante deixar claro a sua entrega para todas as pessoas envolvidas no seu negócio, e uma das formas mais objetivas é construir a proposta de valor, um manifesto que esclarece em um parágrafo, todas as informações necessárias para conhecer seu negócio: o que é, para quem é, como é feito, seu diferencial.


Em uma organização, o RH passa a ser de grande valor para a marca, pois é dele o trabalho de disseminar essas premissas para todos os colaboradores, e assim fazer com que a cultura da marca seja vivenciada em sua totalidade, e consequentemente fazendo com que sua empresa entregue seus valores e posicionamento a todos com quem se relaciona.


Mas como facilitar a vida de quem vai conduzir essas informações?

De que adianta ter uma marca linda, bem feita por um designer premiado, ou por uma empresa que teve todo um cuidado em construir simbolicamente toda sua essência, deixando além de linda, funcional, se for usada em uma contexto totalmente diferente de comunicação? Sem harmonia e conversa entre imagens, textos e editoração, sua marca perde significativamente a força, e seu investimento vai ralo abaixo.

Para isso existe a voz da marca, que determina sua personalidade diante de outros elementos que compõem a comunicação. Ela interfere em como os textos serão redigidos, pois vai determinar a linguagem, termos recorrentes, uso de gírias e formalidade, se haverá regionalidade ou se será mais global, vai tornar perceptível o propósito da comunicação.


Nas soluções visuais não é diferente. A voz indica qual o conceito editorial, o tratamento da imagem para passar a sensação pretendida, e que elementos vão compor as peças gráficas para dar sobriedade ou exuberância, minimalismo ou riqueza de detalhes, fluidez ou firmeza.


Cartão de Visitas Ludmila Sampaio

Viu como a voz da marca é importante? Ela é a personalidade atribuída ao composto de comunicação, dando clareza e autoridade a todos os elementos que compõem o branding. Mas agora é hora de saber como a gente constrói uma boa voz de marca, já com todas as etapas anteriores concluídas. Vamos primeiro entender o que é preciso para uma voz eficaz:

1. Personalidade

Se fosse uma pessoa, como sua marca se pareceria? Tenta pensar em uma personalidade ou alguém que você conhece que representaria perfeitamente a sua marca enquanto personalidade.


2. Linguagem

Estabeleça os termos, gírias e variações de uso da lingua (tempo verbal, concordância) tudo conforme o direcionamento que a construção do branding determina.

3. Tom de voz

A emoção e sentimentos causadas pelo receptor da mensagem serão determinadas pelo tom que a sua voz irá usar. Se alegre ou contido, detalhista ou objetivo, agressivo ou brando, vai impactar de alguma forma e causar sensações e até ações por parte de quem recebe.


4. Propósito

Qual a intenção maior da marca? A que ela se destina? Educar, inspirar, promover...

Usando esses 4 pontos você consegue determinar a sua voz de marca e facilitar muito o entendimento da sua comunicação nas suas estratégias de marketing e comunicação em geral, mas aqui vai uma dica bônus:


Bônus

Na hora de construir a sua voz, sempre estabeleça nesses 4 pilares o que ela deve usar e o que a sua marca não pode comunicar. Assim fica ainda mais fácil de acertar e trabalhar seu branding em qualquer lugar que você for.

No início é mais trabalhoso, mas é como dirigir, com o hábito, você esquece que tá fazendo de tanto que já virou rotina. Quanto antes você construir a sua, mais rápido vai melhorar a comunicação da sua marca, então que tal tentar agora?

Caso você ainda não conheça seu mercado, não tenha definido seu público-alvo, seu posicionamento ou sua proposta de valor entre em contato comigo pelo site ou pelas redes sociais. Na minha consultoria de Branding nós trabalhamos todos os pontos para tornar a sua marca apaixonante!

Posts recentes

Ver tudo

O movimento do Branding

Hoje o termo branding tem sido cada vez mais visto, principalmente nas redes sociais, e muita gente ainda não entendeu direito como pode uma palavrinha tão nova contribuir tanto para o sucesso de um n

Telefone: +55 81 99697 0789          oioi@tuccimei.com          Atuação em todo o território nacional